SOCIALIZAÇÃO E GRUPOTERAPIA - UMA EXPERIÊNCIA VIVENCIAL

Raisa Karollay MajaraPinto, Tais Hoinaski Paris, Keila Seixas Pereira, Tânia Mara Daver Santos

Resumo


A pesquisa em questão é de natureza básica e abordagem qualitativa, teve como fundamento a coleta bibliográfica de artigos e livros já publicados, apresenta como problemática como se dá o funcionamento de um grupo terapia a possível existência da socialização em grupoterapia como foco principal de análise, são abordados nesta pesquisa o conceitos-chave desta temática como a grupoterapia e socialização; esse apanhado se faz a partir da pesquisa exploratória, objetivando-se explanar como é realizado o grupo terapêutico Cuidando de quem cuida além de conceituar o que é terapia em grupo e definir o que é a socialização em grupo.

Texto completo:

PDF

Referências


BECHELLI, Luiz Paulo de C.; SANTOS, Manoel Antônio dos. O terapeuta na psicoterapia de grupo. Rev. Latino-Am. Enfermagem vol. 13 n. 2. Ribeirão Preto. 2005.

BECHELLI, Luiz Paulo de C.; SANTOS, Manoel Antônio dos. Psicoterapia de grupo: como surgiu e evoluiu. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 12, n. 2, p. 242-249, abr.2004.

BOLSON-SILVA, Alessandra T. Habilidades sociais: breve análise da Teoria e da Prática à luz da Análise do Comportamento. Revista Interação em Psicologia, vol. 6, n. 2, p. 233-242, 2002.

MOREIRA, Virginia. Grupo de encontro com mulheres vítimas de violência intrafamiliar. Estudos de Psicologia. 1999.

SILVA, Adão A. da et al. Enfermagem e cuidado de si: percepção de si como corpo existencial no mundo. Revista de Enfermagem, UERJ. Vol. 21, n. 3, p.366-370, 2013.

SOUZA, Maria Alves et al. Grupo terapêutico: sistematização da assistência de enfermagem em saúde mental. Texto Contexto Enfermagem. vol. 13, n. 4, pg. 625-32. 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.