DIREITOS HUMANOS: REFLEXÕES SOBRE A QUALIDADE DE VIDA DE IDOSOS QUE FREQUENTAM O CENTRO DE CONVIVÊNCIA

Franciele Camila Hentges, Claudine Hentges

Resumo


em termos constitucionais, é dever do Estado, da família e comunidade assegurar o amparo ao idoso, bem como seu bem-estar e participação comunitária. No Brasil, um dos serviços ofertados visando a promoção de saúde do idoso refere-se ao Centro de Convivência do Idoso (CCI). O objetivo desta pesquisa foi investigar por meio da pesquisa bibliográfica na plataforma da Biblioteca Virtual em Saúde a qualidade de vida de idosos que frequentam o CCI. Os resultados apontaram que a avaliação da qualidade de vida é subjetiva e que idosos que frequentam o CCI tem percepção satisfatória acerca de sua qualidade de vida.

  

Texto completo:

PDF

Referências


DAGIOS, Paulo; VASCONCELLOS, Cidia; EVANGELISTA, Dilson Henrique Ramos. Avaliação da qualidade de vida: comparação entre idosos não institucionalizados participantes de um Centro de Convivência e idosos institucionalizados em JI-Para ná /RO.Es tudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, v. 20, n. 2, 2015.

DIAS, Daniela da Silva Gonçalves; DA SILVA CARVALHO, Carolina; DE ARAÚJO, Cibelle Vanessa. Comparação da percepção subjetiva de qualidade de vida e bem-estar de idosos que vivem sozinhos, com a família e institucionalizados. Revista bra sileira de Geriatria e Gerontologia, v. 16, n. 1, p. 127-138, 2013.

FEDERAL, Senado. Estatuto do idoso. Brasília (DF): Senado Federal, 2003.

MARTINS, Luciana de Oliveira. A contribuição do trabalho do assistente social em centro de convivência para idosos: limites e possibilidades. Revista Uniabeu, v. 4, n. 8, p. 163-178, 2011

VECCHIA, Roberta Dalla et al. Qualidade de vida na terceira idade: um conceito subje tivo. Revista brasileira de epidemiologia, v. 8, p. 246-252, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.