RELATO DE EXPERIÊNCIA EM TERAPIA VOCAL FONOAUDIOLÓGICA.

Tatiane da Silva Vieira, Yasmin Dell Anhol

Resumo


O indivíduo após um processo cirúrgico cervical pode apresentar um quadro de Disfonia Orgânica, necessitando realizar terapia fonoaudiológica para uma melhor estabilidade vocal e qualidade de vida.  As alterações estruturais e fisiológicas na laringe podem interferir na performance vocal durante as atividades cotidianas do indivíduo. Desse modo, o objetivo deste trabalho é descrever a experiência da atuação da terapia fonoaudiológica em uma paciente com quadro de Disfonia Orgânica. Houve mudança significativa na voz, gerando melhora em qualidade e resistência vocal, além da melhora respiratória. Com isso, percebe-se a necessidade de atendimento fonoaudiológico nesses casos, visto que mesmo com condições orgânicas associadas, promovem melhora no quadro de disfonia e qualidade de vida, principalmente tratando-se de um profissional da voz. 

Texto completo:

PDF

Referências


PEREIRA, C. C.; FELÍCIO, C.M. Os distúrbios miofuncionais orofaciais na literatura odontológica: revisão crítica. 2005. Disponível em: Acesso em: 28 fev 2018

SUGUENO, L. A. Voz e deglutição com e sem mobilidade laríngea após tireoidectomia. 2007. 117f. Tese de Doutorado. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Disponível em: Acesso em: 06 abr 2018.

TAVARES, J. G.; SILVA, E. H. A. Considerações teóricas sobre a relação entre respiração oral e disfonia. Disponível em: Acesso em: 27 set 2018


Apontamentos

  • Não há apontamentos.