O PSICÓLOGO NA PREVENÇÃO DO BULLYING ESCOLAR: VISÃO DOS ALUNOS DO SEXTO ANO DE UMA ESCOLA PÚBLICA DE PONTA GROSSA-PR

Jocerlei de Fátima Mendes, Angélica Muniz Soares, Valéria Rossi Sagaz

Resumo


Este artigo é sobre o psicólogo na prevenção do bullying escolar, definido como uma vontade consciente de ofender, agredir e menosprezar o outro (FANTE, 2011). Esta pesquisa qualiquantitativa foi realizada em uma escola pública de Ponta Grossa, PR, com quinze alunos de uma turma do sexto ano. O objetivo geral foi pesquisar sobre o bullying escolar e sua prevenção em uma turma do sexto ano do ensino fundamental. Os objetivos específicos foram: levantar o índice de alunos vítimas de bullying em uma turma do sexto ano de uma escola pública, investigar o comportamento dos alunos do sexto ano frente ao bullying e identificar as contribuições do psicólogo para o enfrentamento e a prevenção do bullying escolar na opinião dos alunos. A análise dos resultados qualitativos foi realizada pelo método de análise de conteúdo, elencando-se quatro categorias de análise e os resultados quantitativos foram tabulados estatisticamente e representados por meio de gráficos. Os resultados apontam que 67% dos alunos da turma pesquisada já sofreram bullying, frente ao bullying a maioria tentou ajudar o colega, alguns permaneceram como testemunhas, outros contaram aos pais e à professora, e o psicólogo poderia auxiliar na prevenção do bullying conversando com os alunos, com os pais e fazendo palestras.

Texto completo:

PDF

Referências


BANDEIRA C. de M; HUTZ, C. S. Bullying: prevalência, implicações e diferenças entre os gêneros. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional. SP. v.16, n. 1, Jan./Jun. de 2012: 35-44.

BRASIL. LEI Nº 4.837, DE 22 DE MAIO DE 2012. Dispõe sobre a instituição da política de conscientização, prevenção e combate ao bullying nos estabelecimentos da rede pública e privada de ensino do Distrito Federal e dá outras providências. Sistema Integrado de Normas Jurídicas do Distrito Federal - SINJ-DF. Diário Oficial do Distrito Federal. Brasília, DF. 2012.

CALHAU, L.B. Bullying, o que você precisa saber: identificação, prevenção e repressão. 3. ed. Niterói. RJ. Impetus. 2011. P.137. FANTE, C. Fenômeno Bullying: como prevenir a violência nas escolas e educar para a paz. 2. Ed. Verus. Campinas, 2011.

FREIRE, A. N; AIRES, J.S. A contribuição da psicologia escolar na prevenção e no enfrentamento do Bullying. Rev. Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional. SP, v. 16, n.1. Jan-Jun. 2012. p.55-60.

FRICK, L.T. Estratégias de prevenção e contenção do Bullying nas escolas: as propostas governamentais e de pesquisa no Brasil e na Espanha. Tese (Doutorado em Educação). UNESP. Presidente Prudente, 2016. 272 p.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. Ed. Atlas. 5ª ed. São Paulo, 2016.

HABER, J; GLATZER, J. Seu filho X bullying: ajude seu filho a combater provocações, insultos e agressões para sempre. Barueri, SP. Ed. Novo Século. 2012. 339.p.

LAMARCA, T. A atuação do psicólogo frente ao bullying no contexto escolar. (Artigo apresentado para obtenção do título de Psicólogo). Centro Universitário São José de Itaperuna. Curso de Graduação em Psicologia. Itaperuna, RJ, 2013. 20 p.

LOPES NETO. Bullying - comportamento agressivo entre estudantes. Jornal de Pediatria. Vol. 81, N. 5 (supl.), 2005.

MALTA, D. C. et al. Bullying em escolares brasileiros: análise da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar. Rev. Bras. Epidemiol. Suppl. Pense. 2014. 92-105.

MANZINI, R. G. P. Bullying no contexto escolar: Prevenção da violência e promoção da cultura da paz na perspectiva de adultos e crianças. Tese (Doutorado em Psicologia). Universidade de Brasília. Instituto de psicologia. Brasília, DF. 2013. 207p.

MARCONI, M. A; LAKATOS, E.M. Técnicas de Pesquisa. 5. Ed. Atlas. São Paulo, 2002.

MONTEIRO, C. A. R. A Actuação do Psicólogo Escolar face à Problemática do Bullying em Contexto Escolar Estudo nas escolas pública. Monografia. (Licenciatura em Psicologia). Universidade Jean Piaget de Cabo Verde. 2011. 93p.

MENEGOTTO, L. M. de O et al. G. O bullying escolar no Brasil: uma revisão de artigos científicos. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 15(2), 203-215. São Paulo, SP, maio-ago. 2013.

MOREIRA, D. Transtorno do Assédio Moral- Bullying: a violência silenciosa. Ed. Wak. Rio de Janeiro, RJ. 2010.

OLIVEIRA, E.C. de. O bullying na escola: Como alunos e professores lidam com esta violência? Revista Fundamentos. v.2, n.1, 2015. Piauí.

SALES. M. P; SOUSA, C.E.B. A manifestação da violência no espaço escolar. Estação Científica (UNIFAP) ISSN 2179-1902 Macapá, v. 2, n. 2, p. 55-64, jul./dez., 2012.

SANT’ANA, I. M. et al. Psicólogo e escola: a compreensão de estudantes do ensino fundamental sobre esta relação. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE). Vol. 13. N. 1. Jan./Jun. 2009 pp. 29-36.

SANTOS, D. L. dos. Contribuições da psicologia escolar para prevenção e combate ao bullying. Diaphora: Revista da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, v. 15 (2). ago/dez 2015. TORO, J. V. R. et al. Bullying, o exercício da violência no contexto escolar: reflexões sobre um sintoma social. Psicologia: Teoria e Prática – 2010, 12(1): 123- 137.

TREVISOL, M. T. C; UBERTI, L. Bullying na escola: a compreensão do aluno no papel de testemunha. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 17(3), 164-176. São Paulo, SP, set-dez. 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.