Ludicidade: Um Instrumento Pedagógico na Prática Docente

Daniele D'Oliveira, Analia Maria de Fátima Costa

Resumo


presente pesquisa teve como objetivo analisar a inserção do lúdico como ferramenta de ensino e aprendizagem no contexto da Educação Infantil, como possibilidade metodológica para aquisição de novos conhecimentos. Priorizou- se como metodologia a pesquisa qualitativa com procedimentos técnicos de pesquisa de campo. No referencial teórico dissertou-se com relação a criança e seu desenvolvimento e a importância da ludicidade no processo de ensino e aprendizagem no contexto da Educação Infantil. Referenciou-se por tanto os seguintes;Aries(2006);Barros(2016);Craidy&Kaercher(2001);Cunha(1999);Cruz&Fontana(1997);Ferreira&Mousinho(2002);Friedmann(2012);Gonçalves(2007);Kishimoto(2011);Kramer(1997);Oliveira(2002);Piaget(2001);Rau(2011);Russo(2015);Silva(2011);Vygotski(2010). A pesquisa foi desenvolvida em uma escola particular de ensino na Educação Infantil e Ensino Fundamental I Segmento em Ponta Grossa, tendo como participantes 2(duas) professoras do Infantil IV. A partir dos dados analisados constatou-se a importância da utilização da ludicidade como ferramenta auxiliar na prática pedagógica do professor, possibilitando para a criança uma performance significativa no desenvolvimento de sua aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


ARIÉS. P. História social da criança e da família. 2ed.Rio de Janeiro:LTC,2006,196p.

BARROS, F.C.O.M. Cadê o brincar? : Da educação infantil para o ensino fundamental [online]. São Paulo: Editora UNESP, 2009. 215 p. Disponível em: htpp:books.scielo.org. Acesso em: 20 de Outubro de 2016.

CRAIDY,M,;KAERCHER,E,G,P,S. Educação Infantil: pra que te quero. 24 ed. Porto Alegre: Artmed,2001.

CUNHA,S. R.V.D. Cor, som e movimento: a expressão plástica, musical e dramática no cotidiano da criança.-Porto Alegre: ed. Mediação, 1999. 130p.

CRUZ,N. & FONTANA,R. Psicologia e Trabalho Pedagógico.-São Paulo: ed Afiliada, 1997. 232p.

FERREIRA.C.A.M & MOUSINHO.R & THOMPSON.R. Psicomotricidade Clínica. São Paulo: ed. Lovise LTDA, 2002.

FRIEDMANN, A. O brincar na educação infantil: observação, adequação e inclusão. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2012.175 p.

GONSALVES, E.P. Conversas sobre a iniciação a iniciação a pesquisa científica. Campinas- SP: Alinea,2007.

KISHIMOTO, T.M. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação (Org.). 14 ed. São Paulo: Cortez, 2011.207 p.

KRAMER,S. Com a pré- escola nas mãos: Uma alternativa curricular para a educação infantil. São Paulo: ed Ática, 1997. 110 p.

OLIVEIRA, Z. R. Educação Infantil: fundamentos e métodos. 1 ed. São Paulo:Cortez,2002.

PIAGET,J. Seis estudos de Psicologia. 24.ed.Rio de Janeiro:Forense Universitária,2001,135 p .

RAU, M.C.T.D. A ludicidade na educação:uma atitude pedagógica . 2 ed. Curitiba: Ibpex,2011.246 p.

RUSSO,R.M.T. Neuropsicopedagogia Clínica:introdução, conceitos, teoria e prática.Curitiba:Juruá,2015.146p.

SILVA, Katia Viviane. Diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa. 2011. Graduanda em Ciência Sociais - UFMS Projeto PIBIC Junior Mato Grosso do Sul. 1f. Disponível em:< http://programapibicjr2010.blogspot.com.br/2011/04/diferenca-entre-pesquisa-qualitativa-e.html > Acesso em: 22 out 2017.

VYGOTSKI,L,S. A formação social da mente. 4ªt. São Paulo,Martins Fontes,2010,182p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.